ALGUMAS PALAVRAS

19.8.16



Durante OITO ANOS passei mais tempo da minha vida no SL do que na RL. Muitas pessoas me criticaram por isso ( e estavam certas em criticar), e eu me defendia dizendo que no Second Life podia realizar muitas coisas que, infelizmente, na minha vida real não poderia e, de uma certa forma, me sentia “realizada”.

Durante OITO ANOS ajudei a muitas pessoas, dentro do SL, principalmente aos novatos, indicando itens FREE, orientando, ajudando a resolver problemas e a conhecer um pouco aquele mundo virtual. Com a ajuda de algumas pessoas coordenei uma escola profissionalizante, administrei um grupo de ajuda, mantive um blog de dicas.

Durante todo esse tempo conheci muitas pessoas. Algumas permaneceram por muito tempo, outras passaram e seguiram seu rumo. Ri, chorei, amei, senti raiva, ódio, me decepcionei, me arrependi...ou seja, “vivi” intensamente o SL.

Mas hoje, acho que o maior sentimento que o SL me proporcionou foi a decepção. Não vou aqui desfiar meu rosário, porque, com certeza, todos temos nossos rosários. Mas me sinto em dívida com as pessoas que durante estes OITO ANOS, de alguma maneira, conviveram comigo.

Há CINCO MESES fui denunciada à LindenLabs com a alegação, que quem realmente me conhece (e são essas pessoas que importam) sabe que são mentirosas, de que eu “lavava dinheiro na ilha de RPG que eu mantinha” e que “fazia apologia a uso de drogas e armas a menores de idade que frequentavam a minha ilha de RPG”.

Perdi meu avatar Vedra Bernard e desde então tentei de tudo para me defender e resgatar meu avatar. Para muitos trata-se apenas de um boneco, que basta criar um novo e pronto. Não, não é apenas um boneco, pelo menos pra mim. Trata-se de uma história, de horas em frente a uma tela de computador, de dedicação. Não consegui reaver meu avatar e nunca mais voltei a entrar no SL (entrei apenas uma única vez para atender a um pedido a que me prontifiquei por consideração e respeito).

O sentimento de tempo perdido, de trabalho e dedicação desrespeitados e jogados fora é imenso e hoje consigo entender perfeitamente o que algumas pessoas que fizeram parte da minha história sentiram (a estas pessoas admiro por terem tido forças de reconstruir tudo outra vez).

Vedra Bernard não acessa mais o SecondLife e não volta mais. Espero manter alguns contatos pelo face, mas sentia a necessidade de deixar aqui este meu desabafo.


Obrigado a todos que de alguma maneira fizeram parte da minha história dentro do SL e um muito obrigado ainda maior aqueles que leram este desabafo até aqui.

You Might Also Like

0 comments